Na novela ‘Amor à vida’, Aline vai dar em cima de Bruno

Nos próximos capítulos de “Amor à vida”, Aline (Vanessa Giácomo) diz a si mesma: “Eu jurei que ia destruir toda a sua família, César (Antonio Fagundes). Primeiro arranquei o Félix (Mateus Solano) do armário. Agora é a vez da Paloma (Paolla Oliveira) e depois… é a sua vez, César”.

E ela não está blefando. A próxima armação de Aline é conquistar Bruno (Malvino Salvador) e acabar com o casamento de Paloma. O primeiro passo para isso é dar em cima do corretor. A vilã pede ajuda a ele para achar a tal casa silenciosa e sem vizinhos que ela tanto quer e tanto César, quanto Paloma, adoram a ideia.

Bruno acha uma casa com as características que ela pede e a leva para ver. Lá, ela diz que ele podia estar numa situação de vida melhor.

“É que cê casou com a Paloma, que tem posses, não precisa do seu dinheiro. Eu acho que ela pode sufocar os seus sonhos de crescer na vida. Só comentei porque a Paloma é do tipo que não pensa em dinheiro. Uma mulher assim pode sufocar a ambição do companheiro. Muitas vezes, é melhor o homem casar com uma mulher mais pobre, mas que batalhe junto com ele”, fala ela.

Os dois começam a papear e Bruno fala sobre Paloma e Luana (Gabriela Duarte): “Cada amor é diferente do outro. Eu amei muito a Luana. Agora eu também amo a Paloma profundamente”.

Aline, então, começa a jogar charme. “É lindo ouvir cê falar assim. Mostra que cê é um homem sensível. É muito difícil encontrar um homem sensível hoje em dia. Sensível e bonito”. Bruno fica sem graça: “Ah, não fala bobagem. Eu, bonito?”.

“Eu acho normal chamar um homem de bonito. E cê é muito bonito, Bruno”, continua ela. Bruno resolve deixá-la em casa e Aline o convida para entrar e ver seu bebê. Ela pergunta se ele não quer ter filhos seus e ele conta que Paloma não pode mais engravidar porque quase morreu no parto da Paulinha (Klara Castanho). “Mas que falta de juízo da Paloma ter a filha no banheiro de um bar”, envenena Aline.

A jovem continua alimentando uma discórdia entre ele e Paloma.

“Embora eu já tenha me decepcionado algumas vezes… Eu acho que pessoa mudou e, de repente, ela apronta de novo. Mas eu tenho certeza que com a Paloma não vai ser assim. Mas eu lamento muito, Bruno. Cê é um homem que merecia ter um filho. Um filho seu”, fala ela.

Bruno diz que Paulinha é sua filha, mas Aline o lembra que ela é filha biológica da Paloma com Ninho (Juliano Cazarré). “Mas, pra mim, ela é a minha filha de todo coração”, responde Bruno.

“Não tenho dúvida disso. Mesmo assim, eu vou rezar pra um dia a Paloma conseguir te dar um filho. Eu sei que agora isso talvez nem seja tão importante pra você, mas com o tempo cê vai sentir falta. Enfim, eu vou torcer por você. Sei que cê merece o melhor”, diz ela.

Bruno diz que vai embora e os dois se despedem na porta. “Sabe, eu ainda acho que cê devia conversar com a Paloma sobre ter um filho. Ela pode fazer um tratamento. Eu sei que pareço boba, insistente, mas eu acho que um filho ia te fazer tão feliz”, fala.

Bruno avisa que já tirou isso da cabeça, mas ela insiste: “Não desiste não, é o conselho que eu te dou. Se cê precisar de uma amiga, me procura. Eu senti uma afinidade com você. E como a família do César não me aceitou, com exceção da Paloma, as portas da minha casa tão sempre abertas pra você, Bruno”.

Na porta do prédio da mulher de César, Bruno diz a si mesmo: “Ou eu tou muito maluco ou a Aline tava me cantando? Não, não, ela tá casada com o doutor César. Acho que foi só impressão minha”.

Print Friendly