Cresce número de matrículas da alfabetização de jovens e adultos

Compartilhe: wapp

eja21O Piauí tem avançado na correção de um problema histórico que atrasa do desenvolvimento do Estado, o analfabetismo. Em 2016, as matrículas para a educação de jovens e adultos (EJA) apresentaram crescimento de 127%, a meta para esse ano é alcançar as 200 mil matrículas.

O último levantamento da Organização das Nações Unidas referente à educação, ciência e cultura (Unesco) aponta um total de 13 milhões de analfabetos no Brasil. Segundo a ONU, o país tem diminuído a oferta de matrículas e investimentos direcionados ao combate do analfabetismo.

Em direção contrária a esses índices, o Piauí tem conseguido uma rápida evolução nas matrículas na EJA na rede estadual de ensino. Em 2014 foram 35 mil matrículas, em 45 mil, em 2015, e 100 mil novos alunos em 2016. A meta para 2017 é 200 mil matrículas, sendo 50 mil para fase de alfabetização.

Segundo a diretora da Unidade de Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Conceição Andrade, o Piauí vem em uma crescente na oferta de vagas para educação de jovens e adultos.

“A iniciativa da Seduc de melhor caracterizar a demanda por educação de jovens e adultos é de importância crucial e se situa dentro do espírito que inspira várias estratégias do Plano Nacional de Educação. Destacamos o diagnóstico das pessoas que têm ensino fundamental e médio incompletos para identificar a demanda ativa por vagas e realizar chamadas públicas regulares para educação de jovens e adultos, e assim, promover a busca ativa em regime de colaboração entre entes federados e em parceria com organizações da sociedade civil”, explica a diretora.

Com essa política e os investimentos realizados, o analfabetismo, como um todo, caiu de 30% nos anos 2.000, para 19,7% em 2014.  Outro dado aponta que o número de pessoas com 15 anos ou mais, com ensino fundamental incompleto, ultrapassou o número de analfabetos no Piauí, com um índice de 34,5% da população nessa faixa etária.

Com o lema deste ano “Hoje é Dia de Voltar para a Escola”, a campanha pela busca ativa de matrículas na educação de jovens e adultos foi iniciada em janeiro.

“Essa é mais uma iniciativa da Seduc para facilitar o acesso à educação para as pessoas que nunca estudaram ou que ainda tem o desejo de aprender. Em 2016 matriculamos 100 mil pessoas. Neste ano, com muito trabalho e força de vontade, vamos dobrar esse número”, garante a secretária da Educação, Rejane Dias.

Estão sendo ofertadas vagas em todas as etapas da EJA: Ensino Fundamental e Médio; Alfabetização de adultos (Brasil Alfabetizado), ENCCEJA – Certificado do ensino fundamental e médio, para maiores de 18 anos, Cursos de qualificação profissional (construção civil, embelezamento, corte e costura) – parceria entre a Seduc e a Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre).

“Tudo isso no sentido de criar condições favoráveis para que a evasão não aconteça e, ao mesmo tempo, eles realmente tenham vontade de estar dentro da sala de aula”, explica ainda a secretária.

Fonte: CCOM